Cordel Br William J.G. Pinto
Cordel Br William J.G. Pinto

Biografia do Autor

William José Gomes Pinto, nasceu no município de Palmeira dos Índios - Alagoas, aos 21 de março de 1953. É poeta Cordelista e membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel. Reside hoje na Cidade do Rio de Janeiro.

O nome Literatura de Cordel provem de Portugal e data do século XVII. Este nome deve-se ao cordão ou barbante em que os folhetos ficavam pendurados em exposição. No nordeste brasileiro manteve-se o costume e o nome. Nas pequenas cidades os folhetos são expostos à venda, pendurados e presos por pregadores de roupa em barbantes esticados.

Para adquirir Obras Literárias de Cordel faça sua consulta enviando-nos um email.

Contate-nos aqui!
Cordel Br William J.G. Pinto
Cordel Br®
Cordel Br William J.G. Pinto
Cordel Br®
Cordel Br William J.G. Pinto
Cordel Br®
Cordel Br William J.G. Pinto
Cordel Br®
Cordel Br William J.G. Pinto
Cordel Br®
Cordel Br ® William J.G. Pinto
Cordel Br
Cordel Br ® William J.G. Pinto
Cordel Br
Cordel Br ® William J.G. Pinto
Cordel Br

Serviços

Consultas sob preços

As Obras do autor se encontram disponibilizadas para venda, sendo os valores das mesmas consultadas via email ou via tel, dependendo da obra e ou quantidade de obras escolhidas.

Obras Literárias

A literatura de cordel surgiu na metade do século 19, no Nordeste, para relatar ao sertanejo iletrado os mitos da cultura local e de fora, de forma épica, cantante e fácil de decorar por quem não sabia ler. 

Conheça nosso trabalho

Literatura popular, impressa em forma de versos, apresentada em pequenos folhetos que trazem histórias fantásticas saídas da imaginação dos seus criadores. Relatando tragédias ou fatos históricos.

Obter folhetos de Cordel?

Enviando-nos mail com título da/s Obra/s, de seu interes adquirir, imediatamente repassaremos cta cte, para depósito. O valor a depositar estará incluído no frete para o endereço especificado.

  • Cordel Br William J.G. Pinto

    " CORDEL É POESIA, É CULTURA POPULAR “O cordel é poesia, é cultura popular, é história narrativa, é a arte de rimar, cordel é coisa da gente, é canção, rima e repente, tudo num mesmo lugar”

    José Acaci

  • Cordel Br William J.G. Pinto

    " CANTE LÁ, QUE EU CANTO CÁ! Meu canto, embora aflorado de minhas emoções e de meus sentimentos; na maioria das vezes, não é ritmado. Há muito, apaixonei-me por Literatura de Cordel. Certa vez, embebi-me com os versos do paulista César Obeid. Em 2009, quando o ouvi numa apresentação de contadores de histórias, enquanto ele cantava e encanta lá; eu, silenciosamente, cantava e encantava-me com seus fascinantes e mágicos versos cá. César Obeid, além de dedicar seu tempo na difusão da Literatura Infanto-juvenil, tem sido um grande poeta lírico que associa a vida real ao mundo onírico, unindo quotidiano e mistério através de um canto natural e espontâneo. "

    Ilda Maria Costa Brasil

  • Cordel Br William J.G. Pinto

    " Veículo de fabuloso fomento à identidade regional, o cordel tem nas camadas populares seus mais constantes e fiéis consumidores, sendo através dos tempos valorizado e cultuado como a verdadeira e autêntica literatura nordestina, o livro de bolso do povo da região. "

    Gustavo Luz · Mossoró, RN

Obras

Academia Brasileira de Literatura de Cordel: ABLC

+++ Obras +++

Cordel Br William J.G. Pinto

Menor abandonado

Literatura de Cordel. -Comprar-

By William J.G. Pinto

Cordel Br William J.G. Pinto

Natal do Zé Lucia

Literatura de Cordel. -Comprar-

By William J.G. Pinto

Cordel Br William J.G. Pinto

O Cachorro e o Mendigo

Literatura de Cordel. -Comprar-

By William J.G. Pinto

Cordel Br William J.G. Pinto

O Conde de Petrolina

Literatura de Cordel. -Comprar-

By William J.G. Pinto

Mantenha contato conosco !

So um click

Endereço:

Rua São Luiz Gonzaga Nº 304, São Cristovão RJ

CEP: 20910-060.

Telefone:

+55-21 96473-3026

Anuario

Um Sonho de Liberdade - Poesia Popular

Dedico este livro a todos os amantes da Cultura Brasileira

A FEIÇÃO DE PREFÁCIO

Comprar Anuario Cordel por William J.G. Pinto

Fui premiado com agradável missão de apresentar esta notas prefaciais ao excelente trabalho do Poeta William J.G. Pinto " UM SONHO DE LIBERDADE".

A Obra é iluminada por dez Cordéis e cinco poemas, pontificando o que dá título ao Livro. William J.G.Pinto neste volume lança mão de significativa parte das modalidades usadas na literatura de Cordel, incluindo o elegante martelo-agalopado, fina flor desta extraordinaria manifestação do pensamento Nordestino. Em defesa das cores do nosso País, os lçeitrores encontrarão no autor tonalidades fortes no momento em que a cr´ritica socialo se faz presente. Poeta de percepção instantânea e mente muito conclusiva, sua pena se agiganta em defesa dos oprimidos.

Daquele ponto de observação o poeta via o cenário que os leitores verão com as cores pintadas pelo, autor de "Um Sonho de Liberdade".

Mas a pena do autor não se alimenta da crítica, Política e Socialo, incursiona, também, pelos caminhos, às vezes áridos, às vezes férteis do amor numa produção plana mas que busca a verticalidade, com notas de elevada sensibilidade, como veremos nos pemas curtos e delicados do autor, feitos com a pretensão de tornares partituras musicais. São momentos em que o poeta alcança a plenitude do pensamento.

Com sua querida Alagoas no doce aconchego do bolso da alma, William J.G. Pinto faz de seu pequeno estado um gigante no seu coração nos momentos de saqudade e de cogitação filisófica. A terra dos Marechais, de graciliano Ramos, de Rodolfo Coelho Cavalcante, de José Bernardo da Silva, de Pacifico Pacato Cordeiro Manso e de tantos outros que brilharam na política e nas letras do nosso querido País e mais particularmente o seu pequeno e valoroso Estado das Alagoas. Por ocasião de sua ida ao querido estado natal, o que faz religiosamente todos os anos, faz parte do seu programa a Feira de Palmeiras dos Índios e o poeta faz questão de agradecer a acolhida dos coterrâneos. Filhos da Tríplice miscigenação caracterizada pelas heranças européia, indígena e africana, a civilização brasileira torno-se dotada de grande carga emotiva que se faz presente nas artes, na pintura, na música, e, principalmente, na poesia.

A produção poética de William J.G. Pinto não nos deixa mentir.Sua Obra clama por Justiça e Dignidade. Em maio 2005 conquistoum por mérito próprio, uma cadeira na Academia Brasileira de Cordel patroneada pelo tambem alagoano Pacifico Pacato Cordeiro Manso, aonde desfruta de um excelente relacionamento entre seus pares que constituem o grande colegiado da ABLC.

Agora com lançamento da presente obra "UM SONHO DE LIBERDADE" O Acadêmico William J.G. Pinto projeta-se para o mundo do qual, certamente, terá o merecido reconhecimento.

( By: Gonçalo Ferreira da Silva )

Comprar Anuario